Gostaria de ir para o Santuário de Aparecida a Cavalo?

Tropeiros da Fé - A Melhor Companhia

Em meu livro – Viajar a Cavalo: Um Guia Passo a Passo – abordando o tema de preparação para uma viagem a cavalo, falo sobre o ato de cavalgar da seguinte forma:

 “O ato de cavalgar envolve, a princípio, dois elementos: o cavalo e o homem. Cada um desses tem suas características, habilidades específicas e potencialidades. Uma grande parceria se forma quando a união desses dois elementos tão distintos se faz de forma bem-sucedida. O ambiente (destino) é o terceiro elemento que envolve essa relação, e é determinante no sucesso dela. ”

Tendo isso em mente, escolhemos bem o caminho e o destino para que junto com os nossos cavalos possamos desenvolver uma perfeita parceria.

O roteiro Tropeiros da Fé, Baependi-Aparecida, ocorre em regiões dos estados de Minas gerais e São Paulo de marcante tradição histórica, geográfica e cultural.

 

Ponto de Partida

O ponto de partida do roteiro é a Fazenda da Roseta, no município de Baependi, Sul de Minas. A fazenda por si só é dona de uma história que representa o movimento econômico e cultural do Brasil nos primórdios do século dezoito.

014-015-014-viajaracavaloestraareal (18)

A região de Baependi só acrescenta e justifica a passagem do roteiro por essas terras. Nhá Chica a beata milagreira, fincou os seus pés na cidade ainda muito jovem, e lá permaneceu multiplicando a sua obra de caridade e testemunhos da fé.

179-192-200-viajaracavaloestraareal (218)

Santuário de Nhá Chica

As Atrações do Caminho

Caxambu e São Lourenço, próximos pontos de passagens e pernoites, são conhecidas por fazerem parte do Circuito das águas de Minas e como Estâncias Hidrominerais. Em Caxambu visitaremos o seu Parque das Águas com fontes de águas minerais de reconhecidas propriedades terapêuticas. Vale lembrar que as duas cidades são destaques na gastronomia. Os famosos doces de Caxambu e São Lourenço têm significativo reconhecimento nacional. 

199-213-217-viajaracavaloestraareal (237)

Parque das Águas – Caxambu

A pequena Virgínia, com apenas 8 mil habitantes, é prodigiosa em belezas naturais e vive basicamente do comércio, leite e de suas belíssimas lavouras de figo, ameixa e pêssego que abastecem São Lourenço e Caxambu na produção dos doces. 

tropeiros-11

Foto: Nilene Graciano

Estamos nos aproximando da cadeia montanhosa da Serra Mantiqueira que tem 60% da sua área dentro do estado de Minas Gerais.

A Natureza Preservada

O caminho de Virgínia a Marmelópolis, nosso próximo ponte de passagem e pernoite, é singular e surpreendente. Campos de altitudes, plenos de araucárias, misturam-se com grande concentração de Mata Atlântica preservada. A altitude aproxima-se dos 1600 metros, e define bastante o clima, vegetação e cultura agrícola explorada na região.

tropeiros-108

Foto: Nilene Graciano

Pequenas propriedades agrícolas, cultivo de pêssego, ameixa e figo, também predominam na região. A água é abundante e se exibe através das cachoeiras, rios e córregos que pontuam e margeiam as estradinhas de terra por onde passam os cavalos e poucos carros que surgem na região transportando a produção local.

tropeiros-10

Foto: Nilene Graciano

Serra da Mantiqueira – Uma impressionante cadeia de Montanhas

Marmelópolis está em plena Serra da Mantiqueira. É lá que os principais cumes dessa cadeia de montanhas se manifestam e se expressam, bem próximo à divisa dos estados de Minas e São Paulo. Os poucos habitantes, espalham-se por propriedades rurais que vivem da pecuária de leite, do turismo ecológico e do montanhismo. O pico dos Marins e Marinsinho são as principais atrações, ao lado das diversas cachoeiras que ocorrem na região.

História que continuam

O marmelo que deu nome ao município e cidade não é mais a principal atividade econômica, e sobrevive graças à a algumas famílias tradicionais que se esforçaram para que o cultivo do marmelo e a produção do doce não se extinguissem.

tropeiros-19

Foto: Nilene Graciano

Delfim Moreira

De Marmelópolis chegamos a encantadora Delfim Moreira, antes de adentrarmos no estado de São Paulo rumo a Aparecida. O caminho até lá cruza florestas nativas, de eucaliptos e araucárias à uma altitude que chega aos 1740 metros. A cidade preserva sua história através da arquitetura e dos seus costumes.

Vale do Paraíba do Sul

Para chegar em Aparecida, precisamos cruzar a divisa entre os estados de Minas e São Paulo, deixar as alturas e nos precipitar para a região do Vale do Paraíba do Sul.

A partir de Delfim Moreira o caminho é de descida. Os caminhos não são muitos, e sempre vão na direção das atrações naturais da região e fazendas locais. No meio da descida encontramos os primeiros povoados do estado de São Paulo, de onde já avistamos do alto as cidades de Cruzeiro e Lorena. 

Próximo ao Destino – Aparecida

A paisagem muda drasticamente. Campos de altitude e Mata Atlântica dão lugar as fazendas de gado da região e a visão dos prédios das cidades que margeiam a rodovia Dutra, principal artéria da região do Vale do Paraíba.

tropeiros-124

Foto: Nilene Graciano

Imbuídos de manter a tranquilidade e introspecção da viagem, apesar dessa proximidade, tomamos caminhos que nos levarão a Aparecida em paralelo as cidades de Lorena e Guaratinguetá, mantendo o máximo de distanciamento possível das aglomerações urbanas. Estradinhas por colônias agrícolas, fazendas de gado de leite e de cultivo de arroz farão parte do caminho trilhado por nossos cavalos, já muito próximos de nosso destino.

A chegada não deixa margens para pensar, é emoção espontânea, pura e ainda latente, que se avoluma ao passar do tempo.

tropeiros-104

Foto: Nilene Graciano

Chegamos! 

O caminho e o destino se encontram e compartilham um sentimento de missão cumprida e alento nos corações dos Tropeiros da Fé que deixaram Baependi sobre a bênção de Nhá Chica para receberem a proteção de N.S. Aparecida.

Programe-se para se juntar a nós em uma viagem a cavalo que une paixão e fé!

Próxima saída: De 05 a 12 de julho de 2019

ENTRE EM CONTATO     WHATSAPP 82 99815399 [email protected]

 

fazendadaroseta-logotipofundobranco-1 LOGO_VIAJAR-A-CAVALO-pagscreenshot_20161110-194238

Anterior Santiago de Compostela - Bruna e Rodrigo Cunha - Alegria Peregrina
Próximo Tropeiros da Fé - Santuário de N.S. Aparecida

Sobre o Autor

Jacira Omena
Jacira Omena 199 posts

Viajante e Escritora - Escreveu o Livro - Viajar a Cavalo:Um Guia Passo a Passo. "Viajo pelo mundo a cavalo sempre a procura de algo novo e surpreendente, e com grande frequência sou bem-sucedida nessa busca!

*O conteúdo dessa matéria é de inteira responsabilidade do seu autor, não tendo a Viajar a Cavalo qualquer responsabilidade sobre o teor dessas informações.

Você também pode gostar de

Tropeiros da Fé Leia e comente!

Rumo a N.S. Aparecida a Cavalo – Filme

Para muitos ir ao Santuário de N.S. Aparecida é um sonho que gostaria de realizar pelo menos uma vez na vida. Para aqueles que são apaixonados por cavalos, essa seria a melhor forma de chegar lá – Cavalgando. Tive essa vontade, e a transformei em realidade!
Fui a Aparecida a Cavalo!
Documentei o caminho para mostrar o quanto é tão maravilhoso e emocionante quanto o destino.

Viajar a Cavalo – Cambará do Sul

Cambará do Sul/RS está na Serra Gaúcha e região dos Aparados da Serra e junto com São José dos Ausentes dividem as atenções e admiração de todos quando o assunto é turismo ecológico e principalmente cavalgadas.

Viagem a Cavalo Leia e comente!

Cavalgada em uma Fazenda no Nordeste Brasileiro.

Benedicte Leduc narra um dia de cavalgada em uma fazenda no Nordeste do Brasil onde passou uma temporada de 15 dias, em julho passado. Um dia cheio de aventuras.
Texto bilingue.

Leia e comente!

Nenhum Comentário ainda

Você pode ser o primeiro a comentar esse post!