Cavalgada em uma Fazenda no Nordeste Brasileiro.

Cavalgada em uma Fazenda no Nordeste Brasileiro.

Foto: Jacira Omena

 

Por Benedicte Leduc

 

Riding in a Fazenda in Brasil

Cavalgada em uma fazenda no Brasil

 

Lucky day, it is sunny. With Jacira, we wake at six to be ready to accompany the two farm boys get the herd. 

No meio da estação de inverno no Nordeste brasileiro, um dia de sorte, o sol se abriu!

Com Jacira, na fazenda do seu irmão Daniel, levantamos as seis para estar preparadas para acompanhar os vaqueiros na lida do gado.

 They lead the cows in a  kind of coral, where they separate the calves from the mothers in order to weigh and mark the young ones. 

Juntamos o gado no curral para separar os bezerros para serem pesados e identificados com a marca da fazenda.

 We let them go on and with Jacira we leave the fazenda,  lost in sugar cane fields, for a calm horse back ride (well, it was what we thought). . 

Acompanhamos o trabalho por um tempo e depois nos sentimos livres para deixar a sede da fazenda e seguir pelo meio do canavial para uma tranquila cavalgada (bem, foi o que pensei).

 We’re riding in Daniel’s farm and around enjoying the sunny day, having nice canters (my horse has such soft  movements). 

Nós cavalgamos através da fazenda do Daniel (irmão da Jacira) e pela vizinhança aproveitando o dia ensolarado. Aproveitamos para galopar a cada oportunidade (meu cavalo tinha um movimento extremamente macio!)

 We are following…  the sugar canes fields, leaving the tracks to go through meadow. 

Deixamos o canavial para trás e entramos pelos pastos de gado para cortar caminho para retornar a fazenda.

So, regularly we have to open gates. It is there, that, moving from one meadow to another, 2 horses,an aggressive stallion wants to drag us in a battle.

Entre um cercado e outro, um cochete (tranqueira) tinha que ser aberto, e foi na hora que estávamos abrindo uma dessas tranqueiras que fomos surpreendidas, já que pensávamos que o cercado estava vazio, por dois agressivos garanhões que partiram para cima de nossos cavalos prontos para uma batalha.

 While Jacira is trying to hunt them, I dismount to open the gates, impossible!  We exchange roles, what means that I am in charge of … the stallion and I am not, how to say… completely at ease. Hopefully, after long minutes she finally manages to open the gate. 

Enquanto Jacira lidava com eles, eu desmontei para abrir a tranqueira, impossível!

Trocamos de função! Ou seja, significa que eu estava agora responsável pelos garanhões e eu não sei como dizer, mas não foi, definitivamente, uma coisa fácil!! Sorte que após uns longos minutos, ela finalmente conseguiu abrir passagem para que pudéssemos escapar.

 We are safe, but it is not over. 

Enfim, Salvas! Mas, ainda não tinha acabado as surpresas!

The second highlight is when we enter in a field that we were previously going along,  noticing that it had a double wired fence

O segundo acontecimento – estávamos no mesmo campo por onde víamos cavalgando quando nos deparamos com cercas duplas. Sim, duas cercas no final do cercado onde estávamos…

But why ??? Because… it was full of bulls !! … two of them are especially interested in us, even beginning to get  angry. For me we have to go slowly, as I was told with dogs…so, when Jacira, who is at the front say to me “come!” without saying “rush headlong.”, I am keeping on walking, but, as soon as I understand that the bull wants to make  a “strike” with us, I don’t think anymore, I am rushing headlong !! More fear than harm. 

Mas porquê??? Por que. Estava cheio de touros!!! Já estávamos no meio do cercado, e especialmente dois pareciam estar interessados em nós. Jacira percebeu que eles começaram a ficar bravos. Para mim, deveríamos ir devagar, como me ensinaram fazer com cachorro bravo. Então, quando Jacira que estava na frente disse – “venha” – sem dizer – “Corra” – Eu me mantive caminhando, mas, assim que entendi que os touros queriam nos atacar e atingir de verdade, eu não pensei em mais nada e me mandei dali através da porteira mais próxima!

The end of the ride is more cool…

No final da cavalgada, enfim, o descanso! E foi um grande barato…

Arrival shortly after 5pm, the night begins to fall …  For sure, we deserve a good  caipirinha with abacaxi (pine apple) after this emotional afternoon.  The days is ending with our Caïpirinha, a light dinner taken outside on the terrace with a starry sky in the  background a kind of singing crickets.

Chegamos pouco depois das 5 da tarde, e a noite começava a cair. Com certeza, nós merecíamos uma boa Caipirinha de abacaxi após essa tarde tão cheia de emoções.

O dia acabou com uma Caipirinha e um jantar leve no terraço da casa de Daniel, diante de um céu estrelado e os sons da fazenda!


Benedicte Leduc*

*Horseback traveler – She´s living in Brittany – France

*Viajante a cavalo – Ela mora na Bretanha – França.

Anterior Uma Amazona Francesa como Hóspede!
Próximo Pantanal - História e Tradição

Sobre o Autor

*O conteúdo dessa matéria é de inteira responsabilidade do seu autor, não tendo a Viajar a Cavalo qualquer responsabilidade sobre o teor dessas informações.

Você também pode gostar de

Américas Leia e comente!

Viagem a Cavalo – Travessia no Pantanal/MS – Filme

O Pantanal é um mundo. E tive o prazer de percorrer uma ínfima parte deste território no lombo do cavalo pantaneiro vivenciando uma amostra dele.

Sua História é a sua Viagem Leia e comente!

Leonardo Letra e o Caminho dos Diamantes

Leonardo Letra tinha nas mãos tudo o que precisava. Um belíssimo animal, Campolina Marchador, e um projeto literário a ser realizado no Caminho do Diamante.

Viagem a Cavalo Leia e comente!

A cavalo – Pelas Praias de Alagoas

Relato de uma viagem a cavalo pela região da Foz do São Francisco entre dunas, praias e coqueirais com viajaracavalo, Programação e roteiro – Country Mar: Pelas Praias de Alagoas.

Leia e comente!

Nenhum Comentário ainda

Você pode ser o primeiro a comentar esse post!