Dez Cavalos Marcantes do Cinema

Dez Cavalos Marcantes do Cinema

Foto: Wikipedia

 

Por Jacira Omena*

 

Esses cavalos marcaram o imaginário dos apaixonados por cavalo e cinema. 

 Veja curiosidades e fatos por trás desses atores! 


 O Cavalo Joey, Cavalo de Guerra (filme)

 O Cavalo Joey é enviado à Primeira Guerra Mundial pelo exército britânico, onde enfrenta diversos desafios.

 

 Divulgação
 O cavalo Joey no drama “Cavalo de Guerra”, filme dirigido pelo cineasta Steven Spielberg

 Tornado, o indisciplinado

Apesar de ajudar o herói Zorro em seus feitos, o andaluz Tornado nem sempre age como seu mestre gostaria. Em “A Máscara do Zorro”, de 1998, ele não hesita em fazer a vida do mascarado um pouco mais difícil. Um bom exemplo é quando Zorro pula de um prédio em cima de seu cavalo – o herói cai de bunda no chão porque Tornado se move.

 Aquilante, o pangaré

Referência ao cavalo Rocinante, de Don Quixote, Aquilante é o pangaré que acompanha o cavaleiro Brancaleone da Nórcia na comédia italiana “O Incrível Exército de Brancaleone”, de 1966. Diferentemente do que se espera de um cavalo de batalha, Aquilante é amarelado, cor que não assusta os adversários, e tão atrapalhado quanto seu dono, o ingênuo Brancaleone. 

O Negro, o sobrevivente

 

Divulgação Cena do filme “O Corcel Negro” 

 O clássico “O Corcel Negro”, de 1979, retrata a amizade entre um garoto e um cavalo árabe, os únicos sobreviventes de um naufrágio na costa da África. Após serem resgatados, os dois voltam aos Estados Unidos e estreitam seus laços. Enquanto o jovem torna-se jockey, o cavalo O Negro (como é chamado) passa a correr e impressiona a todos por sua velocidade. Ao enfrentar dificuldades na pista, a dupla se recorda das cavalgadas que compartilharam na praia.

Jolly Jumper, o inteligente

 Cavalo do caubói Lucky Luke, Jolly Jumper é conhecido pela habilidade de falar. Ele foi retratado de duas maneiras nos cinemas. Na primeira, nos dois filmes estrelados por Terence Hill nos anos 1990 (“Lucky Luke” e “Lucky Luke 2”), seus pensamentos são revelados à plateia enquanto ele auxilia o herói. Em sua última versão, do filme francês “Lucky Luke”, de 2009, Jolly conversa com o herói, provando ser por vezes mais esperto que o dono.

 Smoky, o premiado

 

Reprodução – Smoky, o cavalo bêbado de “Dívida de Sangue”

 Quando recebeu em 1966 o Oscar por seu papel em “Dívida de Sangue”, o ator Lee Marvin, intérprete do pistoleiro bêbado Kid Shelleen, dedicou metade do prêmio a Smoky, o cavalo com quem contracenou no filme e que parecia estar tão embriagado quanto o personagem. No mesmo ano, Smoky recebeu o Craven Award, prêmio entregue apenas a animais que excedem as expectativas por sua “atuação” no cinema.

 Maximus, o obstinado

 Um dos personagens principais da animação “Enrolados”, de 2010, é o cavalo da guarda Maximus. É ele quem persegue o criminoso Flynn Rider e Rapunzel, chegando a lutar com uma espada na boca para capturá-los. Carismático, “Max” acaba se aliando ao ladrão por causa da mocinha, o que não o impede de provocar o rapaz constantemente.

 Seabiscuit, o famoso

 Se no início de “Alma de Herói”, de 2003, Seabiscuit não passa de um cavalo pequeno e indisciplinado, no decorrer da história ele é treinado e consegue surpreender o público das corridas. Graças à sua história de superação, ele ganha fama nos Estados Unidos durante o período da Grande Depressão, sendo eleito o cavalo do ano em 1938.

 Listrado, a zebra

 Apesar de não ser um cavalo, a zebra Listrado, do filme “Deu Zebra”, de 2005, não poderia ficar fora da lista. Abandonada ainda filhote, ela cresce acreditando ser um cavalo de corrida, sonho que se torna realidade com a ajuda de diversos animais e da jovem Channing Walsh (Hayden Panettiere).

 Brego, o leal

 Apesar de contar com muitos cavalos, o destaque da saga “O Senhor dos Anéis” é Brego, animal que reanima o herói Aragorn (Viggo Mortensen) e o recoloca na história. Criado especialmente para o filme, Brego faz parte da cavalaria de Rohan, reino conhecido por seus guerreiros montados. 


Fonte: Wikipedia e Portal iG

Anterior Marcha Picada –A Modalidade de Marcha Mais Difundida no Mundo
Próximo Cavalos de Marcha - Veículos Atuais

Sobre o Autor

*O conteúdo dessa matéria é de inteira responsabilidade do seu autor, não tendo a Viajar a Cavalo qualquer responsabilidade sobre o teor dessas informações.

Você também pode gostar de

Guias e tutoriais Leia e comente!

Entenda a sua Sela

Saber escolher uma sela é preservar o bom desempenho atlético do equino, proporcionando-lhe conforto, bem como para o cavaleiro, a fim de que este tenha condições de transmitir com eficiência os comandos da nobre arte da Equitação.

Raças de Cavalos Leia e comente!

Mangalarga e Altér Real

A utilização das éguas andaluzes em cruzamentos selecionados com os garanhões Ibéricos do Picadeiro Real deram origem a nobre raça Altér-Real. Quais fatos ocorreram para que essa raça tivesse importante contribuição na formação do Mangalarga?

Guias e tutoriais Leia e comente!

Mangalarga, Cavalo Nacional – O Início

Para começarmos a falar sobre a origem do cavalo Mangalarga, voltamos um pouco a “antiguidade”, e logo seguimos através da história da colonização do Brasil, também.

Leia e comente!

Nenhum Comentário ainda

Você pode ser o primeiro a comentar esse post!