Incitatus – O Cavalo-Senador do Imperador

Incitatus – O Cavalo-Senador do Imperador

Foto: http://www.businesspundit.com
Texto original publicado – 22/12/2010 –  Veja Abril.com – Política & Cia

Carlos Brickmann

Incitatus, o cavalo-senador do imperador Calígula, tinha ficha limpa e não fraudou o Orçamento

“E eles, cavalões, comendo”

“O Imperador Calígula nomeou seu cavalo favorito, Incitatus, para o Senado — naquele tempo, o Congresso só tinha uma Casa.

Há quem diga que Calígula nomeou Incitatus para demonstrar seu desprezo pelos senadores da época, um bando de gente sem espinha que só queria os favores do trono; há quem diga que, sem prejuízo de sua opinião sobre os parlamentares, Calígula nomeou Incitatus porque estava doido (o que também era verdade).

Incitatus tinha 18 assessores, dispunha de fortuna pessoal (colares de pedras preciosas), usava mantas nas cores reservadas ao imperador. Custava caro, Incitatus; mas até que seu mandato saiu barato, porque besteiras pelo menos não fazia.

Bons tempos, bons tempos. Incitatus se contentava com feno e alfafa, não dava muita importância às honras com que o cumulavam (uma estátua de mármore em tamanho natural, por exemplo, com base em marfim), e ao que se saiba jamais pleiteou cargos na administração nem fraudou o Orçamento.

Jamais recebeu sequer os salários referentes ao cargo; ignorava solenemente os múltiplos auxílios, ajudas, verbas, passagens. Nepotismo, nem pensar. Sua ficha era limpa, cândida — como cândida deveria ser a túnica de um candidato sem mancha.

Que os leitores perdoem este colunista pelas divagações históricas de fim de ano, que obviamente nada têm a ver com o presente. E pelas lembranças poéticas. O título deste artigo foi inspirado no “Rondó dos Cavalinhos”, do grande Manuel Bandeira: “Os cavalinhos correndo/ e nós, cavalões, comendo”.

Anterior Paso fino - Colômbia - Filmes
Próximo Lawrence da Arábias - Jordânia

Sobre o Autor

*O conteúdo dessa matéria é de inteira responsabilidade do seu autor, não tendo a Viajar a Cavalo qualquer responsabilidade sobre o teor dessas informações.

Você também pode gostar de

A Boca do Cavalo

O uso correto da embocadura é uma arte de observação e conhecimento também. Principalmente do conhecimento da anatomia da boca do cavalo e de como ele reage a cada “intromissão”. Então, vamos a boca do cavalo!

Sela & Cia Leia e comente!

Nunca se Separe do seu Alforje

São de formas, tamanhos e materiais variados. Servem para transportar alguns artigos de primeira necessidade para possível uso durante o deslocamento pelas trilhas. Imprescindíveis!

Ações Sociais Leia e comente!

Associação de Equoterapia Vassoural-Como fazer uma doação?

A Associação de Equoterapia Vassoural (AEV) é uma entidade civil, de direito privado e sem fins lucrativos fundada em 2010, cujo intuito é promover atendimentos gratuitos a pessoas com deficiência, através da Equoterapia.
Veja como fazer doações para a Associação (AEV)!

Leia e comente!

Nenhum Comentário ainda

Você pode ser o primeiro a comentar esse post!