Marcha de Tríplices Apoios Definidos pelo Som das Batidas dos Cascos

Marcha de Tríplices Apoios Definidos pelo Som das Batidas dos Cascos

Foto: Fábio Vidigal

 

Por Lúcio Sérgio Andrade*

A exemplo do passo, a marcha é um andamento de 4 tempos, o que significa que as batidas de cascos são escutadas igualmente espaçadas, porque cada membro desloca em um tempo independente.

Ao contrário, o trote é um andamento de dois tempos, o que significa que as batidas dos cascos são escutadas duas a duas, porque os pares de membros diagonais deslocam-se em sincronismo perfeito.
A marcha de tríplices apoios definidos nada mais é do que a melodia sonora do taca,taca,taca,taca, taca,….. da marcha de quatro tempos. Seria a mesma melodia dos ruídos do passo em velocidade alta, ou a melodia do passo soaria como as batidas da marcha de 4 tempos em slow motion.
Caso as batidas dos cascos sejam escutadas aproximando-se duas a duas, a marcha não terá boa dissociação, podendo ser enquadrada como marcha batida mais firme ou marcha picada mais lateralizada.
Caso as batidas dos cascos sejam escutadas duas a duas o andamento será enquadrado em uma das seguintes modalidades: trote, trote desunido, marcha trotada, marcha batida excessivamente diagonalizada, andadura desunida, andadura clássica.
Um recurso adicional para avaliação da dissociação seria introduzir a passarela de madeira nas pistas de julgamentos de andamentos. Ao comando do árbitro os cavalos marchariam sobre o tablado, para uma avaliação comparativa dos melhores no quesito dissociação.
Há alguns anos atrás a passarela foi utilizada nos julgamentos de M.Marchador. Porém, sem a melodia característica da marcha pura, já que a maioria dos cavalos já era de marcha excessivamente diagonalizada.
Há criatórios de Paso Fino na Colômbia com caixas de som instaladas para amplificar as batidas dos cascos. Os proprietários comentam as marchas de costas para os animais. 

Foto: Jacira Omena

Foto: Jacira Omena

Nos julgamentos da raça Paso Fino é obrigatória a passagem sobre o tablado, para decisão final dos campeonatos. Se a melodia não é da marcha de 4 tempos o animal é desclassificado. Se a perda de ritmo o animal é penalizado.
Enfim, esta é a beleza da marcha verdadeira do cavalo M.Marchador, bela para os olhos, agradável como uma música clássica para os ouvidos e prazerosa para ser sentida nos passeios e cavalgadas. 


*Lúcio Sérgio de Andrade – Zootecnista, escritor, pesquisador, especializado em raças equinas nacionais e internacionais de andamento marchado.

 Contatos[email protected]

 Para compra de livros impressos e digitais, CD, DVD´s, Cursos on line,equipamentos para doma e treinamento de cavalos marchadores: http://www.equicenterpublicacoes.com.br

Anterior Tem Limite de Peso para Viajar a Cavalo?
Próximo Como Começar a Viajar a Cavalo?

Sobre o Autor

*O conteúdo dessa matéria é de inteira responsabilidade do seu autor, não tendo a Viajar a Cavalo qualquer responsabilidade sobre o teor dessas informações.

Você também pode gostar de

Cavalgada no Fim do Mundo

Foram 10 dias em que enfrentamos desafios numa aventura com alto grau de dificuldade, aonde estreitamos nossa relação de amizade com o pessoal da região e tivemos oportunidade de ter uma relação muito estreita com nossos cavalos.

Histórias e Tradições Leia e comente!

Identidade das Raças e Tradições Equestres

Desde os primórdios, havia uma tradição envolvendo trajes típicos e arreamento. Por arreamento entende-se embocaduras, sela e acessórios, ajudas auxiliares de equitação. Além das características raciais de morfologia e andamento, o arreamento e trajes típicos também estão ligados à identidade de cada raça.

Guias e tutoriais 2 Comentários

Cavalhadas no Nordeste (Alagoas): uma tradição que resiste ao tempo

Como sabemos são muitas as tradições que envolvem cavalos e cavaleiros, algumas delas vindas de épocas medievais e até hoje muito presentes em festas populares, como é o caso das Vaquejadas e Cavalhadas. O testemunho dos primeiros cronistas aponta as Cavalhadas no Nordeste como os primeiros acontecimentos folclóricos a cavalo, no Brasil.

Leia e comente!

Nenhum Comentário ainda

Você pode ser o primeiro a comentar esse post!