Parque Nacional de Yellowstone – Um show de cores, beleza, e sensações

Parque Nacional de Yellowstone – Um show de cores, beleza, e sensações

Por Vanessa Omena*

 

Fundado em 1872 o Parque Nacional de Yellowstone é o mais antigo do mundo, conhecido mundialmente por seus gêiseres (cerca de trezentos) e piscinas geotérmicas, planaltos vulcânicos e picos arborizados, lagos cristalinos, cânions e cachoeiras trovejantes.

O maior parque nacional contínuo dos EUA ocupa 890.800 hectares e está localizado nos platôs vulcânicos da porção noroeste do estado de Wyoming, na região de fronteira com os estados de Montana e Idaho, e integra a lista de Patrimônio da Humanidade, declarado pelo UNESCO.

O Old Faithful é um dos gêiseres mais famosos do mundo. Ele não é o mais alto, mas é o mais previsível dos gêiseres, explodindo em média a cada 91 minutos. Cada explosão lança água fervente e vapor a mais de 30m de altura.

Foto: Wikemedia Commons

Foto: Wikemedia Commons

Ladeado por montanhas rochosas o parque tem vida selvagem abundante e vistas panorâmicas de tirar o fôlego.  A estrutura geológica ali presente favoreceu a formação de mais de 10.000 (dez mil) fontes termais, o que representa uma das áreas termais mais ativas do mundo e diferencia-se de outras por ser essencialmente intocada. Uma das imagens mais famosas do parque Yellowstone é a multicolorida Grand Prismatic Spring uma piscina de água fervente imensa que impressiona pela beleza de suas cores.

Nos limites do Parque também se encontra o maior lago de elevação da América do Norte (Lago Yellowstone), quedas d’água, cânions, e a nascente de rios de bacias hídricas relevantes.

Com notável diversidade de plantas e animais, Yellowstone é sem dúvida um dos grandes santuários da vida selvagem do planeta.

Mais de 1.300 (mil e trezentas) espécies estão representadas na flora do Parque Nacional de Yellowstone, variando de gramíneas a enormes árvores que formam florestas de pinheiros e abeto.

A megafauna ali presente inclui 67 espécies de mamíferos, incluindo Ursos-Pardos, Urso-Negro, Lobos, Bisões, Alces, Cervos, Antilocapra, dentre outros, além de 320 espécies de aves e algumas espécies de peixes.

Foto: Wikemedia Commons

Foto: Wikemedia Commons

O Wyoming contém áreas que estão sob a gestão do Serviço Nacional de Parques e outras agências.

Cada um oferece uma experiência tão ampla quando as infindáveis cordilheiras do Wyoming, de forma que você com certeza nunca verá a mesma coisa duas vezes.


Entre as atrações da região estão:

– O Gêiser Old Faithful no Parque Nacional Yellowstone

– O Mirante do Snake River no Parque Nacional Grand Teton (vizinho ao Parque Yellowstone.

– As Cascatas Lower Falls no Parque Nacional Yellowstone

– A Mamooth Springs, uma área de águas termais também ligadas à atividade vulcânica de Yellowstone,

– O Monumento Nacional Devils Tower, no nordeste do Wyoming (que talvez você se lembre de ter visto em Encontros imediatos do terceiro grau).


Fonte:

http://www.nps.gov/yell/index.htm

Anterior Búffalo Bill - O Ícone.
Próximo Wyoming: Bem-Vindos ao Velho Oeste!

Sobre o Autor

Vanessa Omena
Vanessa Omena 22 posts

Jornalista e escritora

*O conteúdo dessa matéria é de inteira responsabilidade do seu autor, não tendo a Viajar a Cavalo qualquer responsabilidade sobre o teor dessas informações.

Você também pode gostar de

Diários de viagens Leia e comente!

Viagem ao Fim do Mundo

Em suma, esta cavalgada incrível é baseada principalmente em três coisas: as paisagens da Terra de fogo, é claro. Os cavalos perfeitos. E, especialmente, a personalidade cativante de Adolfo, amor rude mas mágico que deseja compartilhar com seus convidados a beleza dessas terras selvagens. E faz você querer voltar.

Santuário de N.S Aparecida a Cavalo 3 Comentários

O Caminho a Cavalo Rumo ao Santuário de N.S. Aparecida

O caminho e o destino se encontram e compartilham um sentimento de missão cumprida e alento nos corações dos que deixaram Baependi sobre a bênção de Nhá Chica para receberem a proteção de N.S. Aparecida.

Viagem a Cavalo – Travessia no Pantanal/MS – Filme

O Pantanal é um mundo. E tive o prazer de percorrer uma ínfima parte deste território no lombo do cavalo pantaneiro vivenciando uma amostra dele.

Leia e comente!

Nenhum Comentário ainda

Você pode ser o primeiro a comentar esse post!