Paso Fino

Paso Fino

Foto: Gaúcho Brasil
 

Por Lúcio Sérgio Andrade*

 

 A raça de Paso Fino começou a ser formada na segunda viagem de Cristovão Colombo à América, quando animais das raça Bérbere e Andaluz foram introduzidos no continente. Os cavalos resultantes dos cruzamentos entre as raças Bérbere e Andaluz eram conhecido somo “Jenetes Espanhois” que eram as montarias dos conquistadores. 

O cavalo Paso Fino apresenta andamento muito cômodo, marcha do tipo picada, rusticidade, Resistência e brio muito desenvolvido. A palavra espanhola “paso” significa passo e “fino” significa curto. Assim, o nome tem origem na maneira como o cavalo Paso Fino marcha, com deslocamentos rápidos e curtos. Há três variedades de marcha, classificadas de acordo com a velocidade e rendimento – “Fino”, “Corto” e “largo

Foto: Machador Web

 Fino – O cavalo com aptidão para o “Fino” é usado somente em exposições. Os deslocamentos são muito rápidos, mas as passadas são curtas, sendo que os melhores exemplares marcham a 4 tempos, com regularidade, quase sem sair do lugar, sendo a etapa final do julgamento conduzida na passarela de madeira.

 Corto – O cavalo com aptidão para “Corto” apresenta velocidade de marcha em torno de 10 a 11km/h, os deslocamentos são enérgicos, com passadas nitidamente mais amplas em relação aos exemplares de “Fino”.

 Largo – marcha picada em alta velocidade, na faixa de 14 a 18km/h, sendo as passadas de maior amplitude em relação ao “corto”. O julgamento é uma corrida, se o animal perder a marcha e iniciar o galope é desclassificado. 

Foto: MCambray

Foto: MCambray

Ao longo do tempo, diferentes linhagens da raça Paso Fino foram desenvolvidas em outros paises, como Porto Rico, República Dominicana, Cuba, Colômbia e Venezuela.   


Lúcio Sérgio de Andrade – Zootecnista, escritor, pesquisador, especializado em raças equinas nacionais e internacionais de andamento marchado.

 Contatos[email protected]

 Para compra de livros impressos e digitais, CD, DVD´s, Cursos on line,equipamentos para doma e treinamento de cavalos marchadores: http://www.equicenterpublicacoes.com.br

Anterior Associação Cavaleiros da Cultura
Próximo Pela Colômbia a Cavalo

Sobre o Autor

*O conteúdo dessa matéria é de inteira responsabilidade do seu autor, não tendo a Viajar a Cavalo qualquer responsabilidade sobre o teor dessas informações.

Você também pode gostar de

ASSOCIAÇÃO EQUESTRE E DE PROTEÇÃO AO CAVALO NORDESTINO

Associação Equestre e de Preservação do Cavalo Nordestino foi criada em 10 de novembro de 2010 para melhor organização e suporte das ações do grupo inicial.

Ações Sociais Leia e comente!

Associação Cavaleiros da Cultura

Criada em 2008, a ACC representa a realização de um sonho: cavalgar levando cultura e incentivando a leitura pelos quatro cantos do país. A história teve início com um grupo de amigos, que, durante cavalgadas recreativas, procurava um sentido especial para suas jornadas.

O Sumiço da Minha Égua

Estávamos no descanso em nossas redes, quando por volta de 18 horas, mais fogos foram soltos, de todos os tipos. Sabendo que meu animal era jovem e com receio que se assustasse, corri até o local onde estava. Canto mais limpo! Ou melhor, somente o cabresto. Ela simplesmente sumira. A notícia logo se espalhou. Foram muitos a procura-la.

Leia e comente!

Nenhum Comentário ainda

Você pode ser o primeiro a comentar esse post!