Queijo Serrano – RS

Queijo Serrano – RS

Foto: César Teixeira

 

Por Jacira Omena*

 

Viajar é ir além do lugar comum e extrapolar o conhecimento além das fronteiras dos nossos cotidianos.

 Uma forma de conhecer um lugar, região ou país é através da comida.

 Numa região muito específica do Rio Grande do Sul, conhecida como Campos de Cima da Serra, existe um produto que diz muito sobre a história do lugar, seu passado, mas também fala do seu presente – O Queijo Serrano.

 VIAJARACAVALOGASTRONOMIAqueijoserrano1

Foto: César Teixeira

 Um dos poucos queijos considerados “terroir” no Brasil, o queijo Serrano é patrimônio do Rio Grande do Sul e principalmente daquela região em torno de São José dos Ausentes.

Fonte: Jair José Leandro

 Uma das melhores formas de conhecer essa região específica é através de cavalgadas. Viajando a cavalo pela região dos Campos de Cima e dos Aparados você pode vivenciar toda a tradição em torno desse produto e o estilo de vida por trás dessa iguaria.

 A região é rural e belíssima e a melhor forma de explorá-la é no lombo de um cavalo.

097-_DSC0031

Foto: Jacira Omena

  

Veja o que Evander Eloí Krone escreveu sobre o Queijo Serrano e sua história. 


 “Situada no Nordeste do Rio Grande do Sul e na região contígua de Santa Catarina, com altitudes superiores a 1.000 metros acima do nível do mar, a região conhecida como Campos de Cima da Serra é caracterizada por invernos rigorosos, tendo na pecuária em sistema de campo nativo sua principal atividade econômica.

 Nasce também da atividade da pecuária de corte a produção artesanal de um queijo característico desse território, conhecido localmente como Queijo Serrano. Com uma tradição secular, que remonta ao período do tropeirismo no Brasil, e com uma receita tradicional, passada de geração a geração, há quase duzentos anos o Queijo Serrano é uma das principais fontes de renda das famílias de pequenos pecuaristas que se dedicam à sua produção.

 As técnicas artesanais empreendidas na fabricação do queijo, com a utilização de leite cru de vacas de corte, alimentadas com pastagens naturais fornecidas por campos nativos, bem como o micro-clima específico da região, conferem ao produto características físicas e organolépticas únicas, que lhe dão especificidade e o distinguem de outros queijos.

A tradição de produção do Queijo Serrano remonta a meados do século XVIII, quando era forte o vínculo com a atividade tropeira. Dos Campos de Cima da Serra, partiam tropas de mulas carregadas de queijo, entre outros produtos. No auge do período do tropeirismo, durante os séculos XVIII e XIX, o Queijo Serrano, então transportado no lombo de mulas, era o principal produto que garantia o abastecimento alimentar das famílias rurais. É assim que, dos Campos de Cima da Serra, desciam para a região do Vale do Tubarão, Santa Catarina, mulas carregadas com pinhão, charque e queijo, que então eram trocados por produtos como sal, açúcar amarelo, farinha de mandioca e arroz, que subiriam a serra no lombo das mulas que regressavam aos campos de altitude.”

Anterior Minhas Compras - Sela Cachoeirinha
Próximo Fotografe Sem Limites!

Sobre o Autor

Jacira Omena
Jacira Omena 193 posts

Viajante e Escritora - Escreveu o Livro - Viajar a Cavalo:Um Guia Passo a Passo. "Viajo pelo mundo a cavalo sempre a procura de algo novo e surpreendente, e com grande frequência sou bem-sucedida nessa busca!

*O conteúdo dessa matéria é de inteira responsabilidade do seu autor, não tendo a Viajar a Cavalo qualquer responsabilidade sobre o teor dessas informações.

Você também pode gostar de

Guias e tutoriais Leia e comente!

Qual o Comprimento Certo do Estribo?

Qual a importância do estribo para um bom desempenho em sua cavalgada ou viagem a cavalo?
Muitas vezes em um primeiro momento e em algumas situações, parece que podemos deixar esse “detalhe” de lado e confiar no olho de quem selou o cavalo, principalmente quando não usamos o nosso.
Só demos a devida importância a esse “detalhe” quando nos “falta perna” em um movimento mais brusco, ou quando ao final de um tempo cavalgando, sentimos um desconforto nas articulações do joelho, tornozelo e coluna, e alguma contração muscular.

Guias e tutoriais Leia e comente!

Cavalo de Viajar a Cavalo – Mangalarga

Vamos falar de Mangalarga! A raça de cavalo mais popular do Brasil. Mas de que Mangalarga estamos falando?

Fotografia Leia e comente!

Viajar a Cavalo? Prepare-se para as fotos!

Heleno Clemente num texto sensacional sobre fotografia e viagens a cavalo. Como aproveitar ao máximo as oportunidades de registrar todos os momentos e torná-los inesquecíveis!

1 Comentário

  1. Judith vieira
    março 12, 11:55 Reply
    Que delícia esse queijo, como boa mineira que sou, deu água na boca.

Deixe um comentário