Quem Organiza as Viagens a Cavalo?

Quem Organiza as Viagens a Cavalo?

Arte: Tom Carvalho – Jacira Omena (modificada)

 

Por Jacira Omena*

 

Essa talvez seja uma das perguntas mais frequentes que eu escuto!

Acho que cabe aqui, inicialmente, lembrar a diferença entre o que são passeios, cavalgadas e viagens a cavalo. As duas primeiras atividades têm curta duração; baixa a média complexidade logística e são promovidas por estábulos, hotéis- fazendas, centros equestres e associações.

Já a Viagem a Cavalo – cavalgada de mais de um dia – tem maior duração; média a alta complexidade logística e é promovida por operadoras de turismo equestre, mas, muitas vezes também por clubes de cavalos de sela e associações.

Algumas fazendas no Brasil e Ranchos no exterior promovem cavalgadas de mais de um dia de duração. Uma gama de programas de viagens a cavalo é oferecida por vários tipos de operadores de ecoturismo.

Porém, as Operadoras de turismo equestre são mais especializadas nesse tipo de programação.

As operadoras e agências trabalham comercializando programas elaborados por parceiros ou itinerários próprios. Não importa qual seja o caso, ela é inteiramente responsável pelo produto que vende.

 Empresas qualificadas interveem e exigem a aplicação de critérios rígidos na operação dos seus parceiros locais como condição para a comercialização dos seus programas. As exigências contemplam a qualidade e saúde dos animais, as condições das selas e dos arreios, a disponibilização de equipamentos de segurança, os serviços oferecidos e a forma de gerenciamento do negócio.

No exterior, principalmente Europa, África e EUA, o setor é mais organizado e profissionalizado. Existe uma preocupação muito grande com a segurança.

 Os representantes das empresas oriundas desses países viajam por todo o mundo prospectando novos roteiros, ao mesmo tempo em que checam as condições de serviço prestadas pelos parceiros já estabelecidos. Muitas parcerias são desfeitas em razão de reclamações repetidas feitas por usuários.

Sempre é bom ficar atento às páginas de turismo na internet que têm serviço de resenha e fóruns.

Algumas operadoras e agências nacionais e outras internacionais têm em suas páginas na internet uma enorme variedade de roteiros em inúmeros destinos mundo a fora. Eles contemplam os diversos gostos, habilidades e bolsos. São agências que comercializam os roteiros de operadoras locais.

Operadoras locais são aquelas que efetivamente executam os roteiros. Ou seja, colocam a mão na massa. Têm seus cavalos, são conhecedoras do local e fazem toda a organização e logística da viagem. Muitas vezes operam exclusivamente na região e fazem diversos itinerários dentro da mesma área. Vendem suas programações para as operadoras e agências nacionais (do próprio país) e internacionais, mas também comercializam diretamente os seus roteiros nas suas páginas na internet.

Sempre resisto antes de mencionar diretamente os nomes das operadoras, mas sei o quanto isso ajuda as pessoas que gostariam de ter uma informação mais direta e acessível sobre esse assunto.

Vou listar abaixo algumas operadoras que conheço, dentre elas, algumas que já utilizei nas minhas viagens (vou marcá-las com um asterisco), e outras que nunca utilizei, mas que posso dizer que têm boa credibilidade no mercado.

Abaixo, alguns links de operadoras e agências nacionais e internacionais que posso mencionar:

BRASILEIRAS

Cavalgadas Brasil* 

http://www.cavalgadasbrasil.com.br

– Campofora (opera apenas no Rio Grande do Sul)*

http://www.campofora.com.br/

Gaúcho Brasil (opera em Santa Catarina, Colômbia, México, Venezuela).*

http://www.gauchodobrasil.com/

Cavalgadas sob Medida

http://www.cavalgadasobmedida.com.br/

INTERNACIONAIS

Andesluna (opera na Patagônia Argentina)*

http://www.andesluna.com/

– OpenTravel (opera na Patagônia Chile)*

http://www.opentravel.cl

Hacienda La Alegria (opera no Equador)*

http://www.haciendalaalegria.com/

Chile Nativo (opera no extremo sul da Patagônia Chile – Torre del Paine)*

http://www.chilenativo.travel/

– Pioneros (opera na Argentina, regiões de Salta e Mendonza)*

http://www.pioneros.com.ar/

-In The Saddle*

http://www.inthesaddle.com/

– Cheval d´Aventure* 

http://www.cheval-daventure.com/

– Hidden Trails*

http://www.hiddentrails.com/

– Equitours

http://www.equitours.com/

– Rando Cheval

http://www.randocheval.com/

– Cavaliers du Monde

http://www.cavaliers-du-monde.com/

Sei que aqui no Brasil, em diversas regiões, são operacionalizados vários roteiros de viagens a cavalo.

Gostaria de tomar conhecimento deles para poder divulgá-los e, quem sabe, poder fazê-los também.

Se você opera algum roteiro de viagem a cavalo, ou sabe onde existe um, favor compartilhar com a gente através das caixas de comentários, Facebook, e email ([email protected]).

Não vai ser por falta de informação que você vai deixar de colocar as “patas” na estrada!!


Fonte: Livro – VIAJAR A CAVALO: UM GUIA PASSO A PASSO. Autora: Jacira Omena

Anterior Peregrinação a Cavalo
Próximo O Bom de Contar e Ouvir Estórias

Sobre o Autor

Jacira Omena
Jacira Omena 199 posts

Viajante e Escritora - Escreveu o Livro - Viajar a Cavalo:Um Guia Passo a Passo. "Viajo pelo mundo a cavalo sempre a procura de algo novo e surpreendente, e com grande frequência sou bem-sucedida nessa busca!

*O conteúdo dessa matéria é de inteira responsabilidade do seu autor, não tendo a Viajar a Cavalo qualquer responsabilidade sobre o teor dessas informações.

Você também pode gostar de

Guias e tutoriais Leia e comente!

Qual o Comprimento Certo do Estribo?

Qual a importância do estribo para um bom desempenho em sua cavalgada ou viagem a cavalo?
Muitas vezes em um primeiro momento e em algumas situações, parece que podemos deixar esse “detalhe” de lado e confiar no olho de quem selou o cavalo, principalmente quando não usamos o nosso.
Só demos a devida importância a esse “detalhe” quando nos “falta perna” em um movimento mais brusco, ou quando ao final de um tempo cavalgando, sentimos um desconforto nas articulações do joelho, tornozelo e coluna, e alguma contração muscular.

Textos Editoriais Leia e comente!

7 Passos para Achar o Cavalo Certo.

Evite problemas na trilha escolhendo um cavalo que se adapte às suas necessidades e capacidades.

Textos Editoriais Leia e comente!

Qual a média das idades dos participantes de Viagens a Cavalo?

Descobri muito cedo quando comecei a fazer viagens a cavalo, que era melhor eu ignorar essa pergunta.

Leia e comente!

Nenhum Comentário ainda

Você pode ser o primeiro a comentar esse post!