Treinamento para Passeios e Cavalgadas

Cavalos de Turismo Equestre

Por Lúcio Andrade*

Passeio e cavalgadas apresentam basicamente o mesmo significado, o lazer oferecido pelos chamados cavalos de sela. A diferença pode ser que no passeio, a distância do percurso geralmente é curta. Nas cavalgadas, a distância de percurso é maior. Nem por isso, uma cavalgada deixa de ser um passeio, e vice-versa. Este é o segmento que mais cresce no mundo inteiro, o uso do cavalo como trail horse, como pleasure horse.

Preparar um cavalo para tal finalidade não é difícil. Basta treinar em ambientes naturais. Uma regra básica é que o cavalo deve permanecer quieto ao ser montado e desmontado.

O treinador não prepara o cavalo pensando em si, mas em qualquer pessoa, incluindo os leigos em equitação.

Outra regra básica: se o cavaleiro/amazonas é iniciante, deve conduzir a montaria com comandos diretos de rédeas, no bridão.

Portanto, um cavalo de cavalgadas, ao ser terminado seu adestramento avançado no freio, deve ser trabalhado também no bridão, para atender diferentes tipos de usuários.

Algumas aptidões a serem treinadas no cavalo de passeios e cavalgadas:

– Aprender a abrir e fechar corretamente porteiras;
– Permanecer quieto quando amarrado a troncos de arvores, estacas de cerca, etc. ;
– Ser resistente e bem disposto;
Não relutar em atravessar rios, riachos, córregos, pontes, etc.;
– Ao passo, marcha, ou trote, subir com vigor e descer com equilíbrio;
Saltar valetas, subir e descer barrancos íngremes;
Andamentos regulares ao longo de trilhas sinuosas;
– Ser regular nos andamentos naturais;
– Ser eficiente em cada variedade de andamento, de acordo com a velocidade.

Portanto, o treinamento consiste em aquecer corretamente o animal e trabalhar fora de redondéis, pistas, estradas. Pelo Método LSA de Adestramento, um cavalo que tenha passado pelo adestramento básico ao longo de 60 dias, com mais 30 dias estará finalizado o seu adestramento avançado como cavalo apto a uma performance correta nos passeios e cavalgadas.


*Lúcio Sérgio de Andrade – Zootecnista, escritor, pesquisador, especializado em raças equinas nacionais e internacionais de andamento marchado.

 Contatos[email protected]

 – Para compra de livros impressos e digitais, CD, DVD´s, Cursos on line,equipamentos para doma e treinamento de cavalos marchadores: 

http://www.equicenterpublicacoes.com.br 

Anterior Cavalgadas Brasil
Próximo Charge do Mês - Viajar a Cavalo - Por Adnael Silva

Sobre o Autor

*O conteúdo dessa matéria é de inteira responsabilidade do seu autor, não tendo a Viajar a Cavalo qualquer responsabilidade sobre o teor dessas informações.

Você também pode gostar de

Sem Embocaduras – Bitless Bridle

Um assunto que muito me interessa, desde que há alguns meses passei por um processo bem-sucedido de retirada de embocadura com o meu cavalo.

Cavalo e a Vida Nordestina

Junto com a tradição do Cavalo Nordestino vem o vaqueiro com sua vida sacrificada, o gado, a caatinga, seus costumes e tradições.

Entre Orelhas 3 Comentários

Final de semana entre orelhas e com a cara no chão

Sim! Difícil falar sobre isso!
Mexe com os brios e faz me lembrar de onde veio as dores físicas que ainda sinto.
Mas, é fato, cai do cavalo!

Leia e comente!

Nenhum Comentário ainda

Você pode ser o primeiro a comentar esse post!